Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Exército assina convênio com o Reino Unido na área de Geoinformação

De 19 a 21 de janeiro de 2015, uma comitiva composta por militares da Diretoria de Serviço Geográfico (DSG) e do Estado-Maior do Exército participou, em Londres, da Defence Geospatial Intelligence Conference (DGI), que é atualmente o evento mais significativo a nível mundial para os especialistas em inteligência que utilizam Geoinformação para defesa e segurança nacional. A conferência constitui um fórum único para discutir e debater o desenvolvimento de capacidades de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) em todo o globo, onde é abordado o uso de informações geoespaciais em cenários como conflitos internacionais, catástrofes humanitárias, criminalidade, segurança, controle de fronteiras, vigilância, tratado de armas, dentre outros. Um objetivo fundamental da conferência é ajudar as organizações e os usuários finais a entender como podem tirar melhor proveito de recursos de SIG na estratégia e tomada de decisão.

Comitiva do Exército Brasileiro com integrantes do DGC.
Fonte: DSG, 2015.

Durante o evento, foi assinado um Convênio de Cooperação Institucional na área de Informações e Serviços Geoespaciais Militares entre o Exército Brasileiro (EB) e o Ministério da Defesa do Reino Unido, representado pelo Sr. Paul Hancock, Diretor do Defence Geographic Centre (DGC).

O Convênio assinado tem por objetivos promover a cooperação entre a DSG e o DGC na área de Informações e Serviços Geoespaciais Militares para a segurança nacional e cooperação internacional, permitindo uma troca mutuamente benéfica dessas informações com um mínimo ou nenhum custo, e minimizando a duplicação de esforços. Além disso, essa parceria irá promover o intercâmbio de Geoinformação não-reservada entre os dois países e intensificar ações relativas à capacitação de pessoal.

As Informações Geoespaciais (GeoInf) abrangidas por esse Convênio de Cooperação,  o primeiro firmado entre o DGC e uma organização de mapeamento sul-americana, que podem ser compartilhadas compreendem: imagens, mapas topográficos temáticos e cadastrais, camadas militares, e informações do relevo.

Já os Serviços Geoespaciais supracitados são aquelas atividades, tanto estáticas quanto desdobradas, necessárias para obter, gerir, avaliar, analisar, interpretar, explorar, produzir, divulgar e utilizar as GeoInf. São exemplos desses serviços:

  • Acesso a bibliotecas e arquivos geoespaciais;
  • Compartilhamento de experiências e de avanços em capacidades e organizacionais;
  • Fornecimento de suporte técnico e capacitação;
  • Intercâmbio de pessoal;
  • Pesquisas, desenvolvimento e aquisições conjuntas; e
  • Coprodução.

Com a assinatura desse Convênio de Cooperação Internacional, a DSG promove uma importante aproximação com o DGC, um Centro de excelência na produção de geoinformação e reconhecido mundialmente, que resultará na aquisição de produtos e conhecimentos, para que a DSG avance na produção de geoinformação e no desenvolvimento de Normas Técnicas.

Fonte: DSG.

registrado em:
Fim do conteúdo da página